terça-feira, 28 de julho de 2009

segunda-feira, 27 de julho de 2009

Ah, a praia...

...local calmo, o som das ondas, ficar literalmente de papo para o ar...tudo seria perfeito se não houvesse sempre um bimbo que acha que todas as pessoas à volta também gostam de ouvir a sua música. Será que o conceito de phones não diz nada a esta gente??

segunda-feira, 20 de julho de 2009

Keane @ Marés Vivas 09

video

Jason Mraz @ Marés Vivas 09

video

Jason Mraz & Colbie Callait @ Marés Vivas 09

video

Guano Apes @ Marés Vivas 09


video

Scorpions @ Marés Vivas 09

video

Kaiser Chiefs @ Marés Vivas 09

video

Marés bem vivas

E eis que ao último dia o recinto estava "à pinha". Também, era de esperar por ser o dia mais pop. Começou com Gabriela Cilmi, que só ouvimos ao longe porque estávamos mais preocupados em enfrentar a fila de meia-hora para forrar o estômago (há tanto tempo nestas andanças e parece que ainda não aprendemos a forrar a barriga fora deste tipo de espaços!) Enfim, a Gabriela, pelo que ouvimos ao longe, canta muito bem!



Seguiu-se a Colbie Callait, muito doce, muito comunicativa com o público, cheia de historinhas e muito apaixonada, pelo que pareceu (ainda não sabemos é por quem). Muito bonita e com uma grande voz. Conquistou o público com a sua doce presença.


Jason Mraz, um dos mais esperados de todo o festival. Sem dúvida não desiludiu. É um grande músico na companhia da sua banda (percussionistas e sopro). Atreveu-se inclusive a cantar ópera...e que grande voz! Sem dúvida é muiiiiito melhor ao vivo e vai muito além daquele som comum que passa na rádio! Mas a melhor música do concerto veio a meio. O dueto que todos esperávamos, a juntar Mraz e Colbie Callait. De facto, "lucky I'm in love with my best friend" (que me oferece presentes de aniversário destes)! A-D-O-R-E-I Jason Mraz!




Mas a grande surpresa da noite foram os Keane. Não estava nada à espera do excelente concerto que eles deram! Teve direito a dois encores, teve direito a frases em português "obrigado povo de Gaia" e "Vocês são um bom povo", mostraram que o rapaz se esforça. E isso via-se na cara, vermelha e suada como um leitãozinho, devido a muita energia em palco. As músicas cantadas bem alto pelo público, o cenário, a banda rendida ao "povo de Gaia". Grande concerto!



No final da festa é muito difícil dizer de qual gostei mais. De Kaiser Chiefs, pela loucura e grandes músicas. De Scorpions pelo som potente, espectáculo visual e posto adquirido ao longo dos anos. Dos Guano Apes, pela presença e voz potente da Sandra Nasic. Da Colbie, pela doçura. Do Jason, pelo grande músico que é. Dos Keane, pela surpresa e por perceber que eles estavam mesmo a gostar de estar ali. Estes dias em Gaia valeram muito a pena!

PS - agora que já tenho cabo continuo a utilizar as fotos do Blitz...porque são muito melhores do que as minhas!

sábado, 18 de julho de 2009

Ecos festivaleiros - 2º Dia

2º dia do festival com Secondhand Serenade, Scorpions e Guano Apes.
Os Secondhand não merecem que me alongue muito. Por vezes desafinados e a dar fífias, tinham no repertório apenas uma música conhecida do público. Era a 1ª vez que actuavam na Europa (são americanos) e não fizeram muito para puxar pelo público. Bandas para adolescentes, que passam na rádio e morrem após um tempo...é o que me parece.
Seguiram-se os GRANDES senhores da noite, Scorpions. Novos e velhos, várias gerações a vibrar com o rock destes alemães com voz e guitarra potentes. Casa completamente cheia, sem clareiras à vista!













Um grande baterista...guitarristas de primeira e uma voz inconfundível do vocalista. Temas como "wind of change" e, a encerrar, para nos derreter os corações, "Still loving you". O encore fechou com a música que mais queríamos ouvir "Rock you like a hurricane".













Seguiu-se a banda que mais adora o público português: Guano Apes. Sandra Nasick continua com imensa energia e com grande voz ao vivo. Temas como "Open your eyes" ou "Lord of the boards" foram bons, mas não chegaram para este público fraquinho. Diz-se que o público do Porto é o melhor, mas quanto a mim deixa muito a desejar. Não vibram, não cantam, não puxam pelas bandas. Tem que ser ao contrário. Ou é do público do norte, ou desta nova geração de miúdos para quem beber, fumar (ganzas incluído) e beijar as namoradas é mais importante que os concertos. Meninos fraquinhos! Para mim esta foi uma grande noite, com os Guano Apes a dar-me cabo do gémeos (acho que tou a ficar velha para aguentar tantas horas em pé e ainda saltar + a caminhada no fim dos concertos até ao hotel).


*mais umas vez utilizei fotos Blitz porque não trouxe o cabo da máquina.

Ecos festivaleiros

É sabido: estamos em Gaia para o Festival Marés Vivas, mais precisamente na Afurada. Como meninos que somos, optámos por vir para um hotel...é de 3 estrelas, mas digamos que é muito mais confortável e asseado do que o tradicional campismo. E como sabe bem uma caminha e um banho após horas em pé e, por vezes, aos saltos!
Sobre o festival: começo por dizer que gostaria de ter cerca de 10 a 15 cm a mais. Esta altura, por vezes, impede-me de ver um pouco mais do que o cabelo dos vocalistas (ou a boina, no caso dos Scorpions). Ainda por cima esta rapaziada da casa dos 16 anos parece que comeu qualquer cena que os meus pais se esqueceram de me dar (só pode!).


Mas comecemos pelo 1º dia.

Quinta-feira, dia 16. Cartaz: Lamb, Primal Scream e Kaiser Chiefs. Audiência fraca, talvez por ser dia de semana. Já chegámos atrasados e não vimos o início de Lamb. Mas, pensava eu "Pelo menos que consiga ouvir o Gabriel". Ainda estávamos a passos largos do recinto e ouve-se ao longe os acordes de "Gabriel". F#&*%¨$@, falhei o meu primeiro objectivo deste festival! Mas ao ouvir o resto do converto, Lamb a não aquecer muito o público.













Primal Scream. Foram um pouco ignorados pelo público, até porque não me pareceu ouvir uma única música conhecida. Só Kaiser Chiefs vieram aquecer o ambiente. Músicas como "Ruby", ou "I predict a riot" fizeram saltar e cantar. Um vocalista completamente louco, a misturar-se entre a multidão, a subir às estruturas de metal do palco e dos bares do recinto, enquanto cantava e entornava cerveja. Sem dúvida um concerto para lembrar e o melhor deste 1º dia!

*Fotos gentilmente roubadas do site do Blitz.

terça-feira, 14 de julho de 2009

O Verão está aí!

E em breve estaremos por aqui:






Sumo de laranja



Estamos com uma dúvida lá em casa: se fizermos sumo de laranja de um dia para o outro, este perde as propriedades?
Nutricionistas deste país, aguardamos respostas.

segunda-feira, 13 de julho de 2009

É tipo Blasted!


A melhor frase que ouvimos no sábado à noite para descrever uma banda croata (sim, era uma banda, nem tinha direito à designação grupo)!

Como é óbvio não tinha nada a ver com Blasted!

segunda-feira, 6 de julho de 2009

Onomástica

in Público on-line (http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1390335&idCanal=62)

Há cada vez menos Kátias Vanessas, trocadas pelos tradicionais João e Maria
05.07.2009 - 08h47 Natália Faria
A fase das Kátias Vanessas parece definitivamente enterrada. Maria foi o nome mais dado às meninas nascidas no ano passado, segundo o Instituto dos Registos e do Notariado (IRN). Do lado dos rapazes, João encabeça a lista dos nomes próprios mais escolhidos. Seguem-se nomes igualmente tradicionalistas como Rodrigo, Martim, Diogo, Tomás e Afonso. De volta às raparigas, a seguir ao Maria - que nos últimos anos se laicizou, deixando cair complementos como da Piedade, de Fátima ou da Luz - surgem Beatriz, Ana, Leonor, Mariana e Matilde.
Ora, isto leva a pensar que nome dar a um filho, para que não tenha todos os amigos a chamar-se da mesma forma. Talvez optar pela originalidade do meu primo - que vai ser pai de uma menina - e que lher quer chamar Jessica! Espero sinceramente que ele nos esteja a fazer isto por gozo e que a criança possa vir ao mundo com uma "graça" um pouco menos...pirosa!

O pior cantor do mundo...

actua ali para os lados da Charneca da Caparica, aos Sábados ... num restaurante brasileiro.
Só visto! Ou melhor, só ouvido!